25/07/2018 Encontro em Florianópolis debate participação do setor privado na criação de reservas ambientais

Encontro em Florianópolis debate participação do setor privado na criação de reservas ambientais

RPPN Morro das Aranhas, em Florianópolis, local onde será realizado o Evento.Foto: Divulgação.

Conhecidas como RPPN, reservas particulares já são 55% do número de Unidades de Conservação (UCs) do Brasil

 

Entre os dias 26 e 29 de julho, Florianópolis recebe o V Congresso Brasileiro de Reservas Particulares do Patrimônio Natural (VCBRPPN). Realizado pela RPPN Catarinense com apoio da Confederação Nacional das RPPNs (CNRPPN), o evento reunirá cerca de 300 pessoas entre proprietários e gestores de reservas, gestores públicos, ONGs, empresas, entre outros. O objetivo é debater a importância do setor privado à conservação da biodiversidade e o futuro da única categoria de Unidade de Conservação (UC) do Brasil de iniciativa particular, as RPPNs. O evento acontece no Costão do Santinho Resort, proprietário da RPPN Morro das Aranhas.

Um dos mecanismos mais efetivos para garantir a continuidade dos benefícios oferecidos por florestas e ambientes marinhos e costeiros, está na criação, manutenção e gestão de Unidades de Conservação (UCs). No Brasil, devido a dificuldade em se expandir o número de áreas públicas protegidas – por conta de inúmeros conflitos sobre o uso da terra – as RPPNs são ótimas estratégias de conservação e oportunidade de engajamento da sociedade na proteção dos recursos naturais. Especialmente para a Mata Atlântica, as reservas privadas têm uma importância enorme, visto que 80% das áreas remanescentes dessa floresta estão em mãos de proprietários particulares.


“Neste encontro queremos saber como fortalecer mais esta categoria de Unidade de Conservação. Considerando que grande parte do que resta de Mata Atlântica no Brasil está em mãos de proprietários particulares, é importante engajá-los nessa agenda, valorizando e beneficiando quem preserva áreas naturais e para nós essa agenda é prioritária“, afirma Marcia Hirota, diretora-executiva da Fundação SOS Mata Atlântica, que participará da mesa de abertura do evento.


Além de Marcia, diversos especialistas da ONG participam do Congresso, como Erika Guimarães, bióloga da Fundação e especialista em Parques e Reservas e a consultora Monica Fonseca, da comissão organizadora do evento, que falará sobre o papel das prefeituras municipais no reconhecimento e apoio as RPPNs.


Monica é uma das autoras do guia “RPPN Municipal – Roteiro para o reconhecimento de Reserva Particular do Patrimônio Natural”, uma importante ferramenta para a criação dessa categoria de UC. Disponível no site www.sosma.org.br/publicacoes, a publicação traz o passo a passo para a implantação das RPPNs, com instruções e procedimentos para o reconhecimento dessas reservas, modelo de requerimento, termo de compromisso e ofício para consulta pública, entre outros documentos.

Entre outros temas debatidos no encontro estão políticas governamentais de conservação, captação de recursos e incentivos, sustentabilidade econômica, a situação com herdeiros, entre outros. Será debatida também a tramitação do PL 1548/15 que trata da criação e gestão de RPPNs e de novos incentivos para a categoria. O evento contará com a participação de autoridades, como o presidente do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Paulo Carneiro. O Congresso ainda conta com a participação do cantor Ney Matogrosso, proprietário de uma reserva no Rio de Janeiro.


VCBRPPN

Quando: 26 a 29 de julho de 2018
Onde: RPPN Morro das Aranhas – Costão do Santinho Resort – Florianópolis (SC)
Mais informações e programação: https://www.vcbrppn.com/


Sobre a Fundação SOS Mata Atlântica
A Fundação SOS Mata Atlântica é uma ONG ambiental brasileira. Atua na promoção de políticas públicas para a conservação da Mata Atlântica por meio do monitoramento do bioma, produção de estudos, projetos demonstrativos, diálogo com setores públicos e privados, aprimoramento da legislação ambiental, comunicação e engajamento da sociedade em prol da recuperação da floresta, da valorização dos parques e reservas, de água limpa e da proteção do mar. Os projetos e campanhas da ONG dependem da ajuda de pessoas e empresas para continuar a existir. Saiba como você pode ajudar em www.sosma.org.br.

Fonte: Fundação SOS Mata Atlântica - Luiz Soares.


Últimas notícias
Envio de Matérias
Portfólio editorial
Cadastro
Siga-nos no facebook

ENDEREÇO

Caixa Postal 21725
CEP 88058-970
Florianópolis - SC

CONTATO

expressao@expressao.com.br
Fone: (48) 3222-9000

Facebook Editora Expressão Twitter Editora Expressão SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS


Copyright © 2014 Editora Expressão. Todos os direitos reservados.