04/12/2017 Homenagem a Sérgio Ribeiro, um bom camarada e um grande jornalista

Homenagem a Sérgio Ribeiro, um bom camarada e um grande jornalista

Serginho (à esquerda) com a equipe da Editora Expressão no Fórum de Gestão Sustentável, realizado na FIESC, em julho de 2017. Ele foi Revisor e Secretário de Redação da Expressão por quase 15 anos, tendo colaborado diretamente com as premiações, eventos e publicações de sustentabilidade da Editora.
Foto:
Marcos Campos.

Ele faleceu neste sábado, 2/12, em Florianópolis. Além da Editora Expressão, atuou no Diário Catarinense, O Estado e A Notícia

 

Texto do Jornalista Carlos Damião - Notícias do Dia

 

A trágica morte do jornalista Sérgio Campos Ribeiro, 56 anos, na tarde deste sábado (2/12), põe fim a uma carreira marcada pela correção profissional, pela competência, criatividade, companheirismo e alegria. Tive o privilégio de conviver diariamente com ele (que eu chamava de Serginho) durante pelo menos cinco anos, os derradeiros anos de O Estado, entre 1995 e 2000. Fui editor-chefe do jornal, depois editor de opinião. Sérgio era editor de geral, editoria também chamada de cidade. Gaúcho de nascimento, veio para Florianópolis trabalhar no Diário Catarinense, de onde saiu, a convite do diretor de redação de OE, Mário Pereira, para formar um timaço de profissionais apaixonados por Florianópolis e pelo bom jornalismo. Sérgio era um homem dedicado ao texto e à edição, sempre preocupado com o conteúdo, mas atento à forma, inclusive quanto à utilização correta da língua portuguesa. Era um revisor implacável.

 

Por causa do nosso produtivo convívio diário (tempos em que trabalhávamos exaustivamente, exceto aos sábados), nos tornamos amigos constantes, desses que compartilham bons e maus momentos da vida. A ponto de, diante de um episódio muito divertido – uma briga com um familiar dele dentro do automóvel que ocupavam, na SC-401 –, ele ter ligado para a minha casa, pedindo que interferisse junto aos patrulheiros rodoviários para “safar a barra”. Em outras palavras, confirmar para os policiais que ele era um bom camarada. E era mesmo.

 

Cantando com o filho Theo, em agosto de 2017 - Reprodução/Facebook/ND
Cantando com o filho Theo, em agosto de 2017 - Reprodução/Facebook/ND


Chocado com a notícia de sua prematura morte, lembrei-me de tantos episódios bacanas da nossa trajetória comum. Como, por exemplo, da saída de O Estado, quando a empresa não suportava mais honrar a folha de pagamento todos os meses. Uma semana depois de nossa desistência, nos reunimos em minha casa, em Ingleses, para discutir a formação de uma cooperativa de jornalistas. Venderíamos nossos serviços para o próprio OE e também funcionaríamos como agência de notícias para servir aos jornais do interior. Apesar de termos juntado mais que o número necessário de membros, desistimos do projeto porque o retorno financeiro de qualquer cooperativa é muito demorado. “Todos temos contas para pagar, não dá para esperar”, foi o argumento de um colega num dos derradeiros encontros. Argumento verdadeiro, porque cooperativa é um modelo de negócio que só dá retorno no médio e longo prazos.


Acabamos nos afastando, por razões familiares e profissionais. Ele foi para a revista Expressão, eu para A Notícia (onde ele também atuou, durante pouco tempo). Mas a amizade resistiu. Tínhamos encontros frequentes, em eventos ligados à área econômica. O último deles foi há cerca de um mês, ou pouco mais, numa rua da cidade. Ele estava bem, divertido como sempre, com seu humor sutil e aquele velho sorriso cativante que se tornou sua marca registrada.


Lamento sua morte, como tantos amigos estão fazendo nas redes sociais, num misto de incredulidade e estado de choque, por causa das circunstâncias que envolveram a tragédia deste sábado.


Confira a matéria do ND sobre o assunto AQUI

Fonte: Carlos Damião - Notícias do Dia com informações da Expressão.




Últimas notícias
Envio de Matérias
Portfólio editorial
Cadastro
Siga-nos no facebook

ENDEREÇO

Caixa Postal 21725
CEP 88058-970
Florianópolis - SC

CONTATO

expressao@expressao.com.br
Fone: (48) 3222-9000

Facebook Editora Expressão Twitter Editora Expressão SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS


Copyright © 2014 Editora Expressão. Todos os direitos reservados.