15/10/2014 Em Santa Catarina, PNUD e FUNAI apoiam a proteção da biodiversidade na Terra Indígena Ibirama

Em Santa Catarina, PNUD e FUNAI apoiam a proteção da biodiversidade na Terra Indígena Ibirama

O indigena Kuzung Nuclê desenvolve o microprojeto “Implantação de Agrofloresta Demonstrativa na Aldeia Sede”, em Ibirama (SC).
Foto:
PNUD Brasil/Fernando Moretti.

Representantes do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e da Fundação Nacional do Índio (FUNAI) visitaram o povo Xokleng da Terra Indígena (TI) Ibirama, em Santa Catarina, no último mês de setembro. Essa é uma das principais áreas do Projeto de Gestão Ambiental de Terras Indígenas (GATI), desenvolvido pela agência da ONU e a FUNAI a favor da conservação da biodiversidade de ecossistemas florestais brasileiros por meio da proteção de territórios indígenas. 


O  coordenador da Unidade de Desenvolvimento Sustentável do PNUD, Carlos Castro, destaca que o projeto é o primeiro a ser implementado exclusivamente em terras indígenas. “O projeto busca fortalecer as formas próprias de manejo, uso sustentável e conservação dos recursos naturais, além de promover a inclusão social das comunidades indígenas, fomentando assim a política de gestão ambiental que contribui para a conservação da biodiversidade e para a proteção dos meios de vida e de um desenvolvimento sustentável”, disse. 


Um dos objetivos da visita aos Xokleng foi conhecer as experiências de microprojetos para conservação da biodiversidade implementados em Ibirama, como a iniciativa chamada Apoio ao Viverismo para Produção de Mudas Nativas.


A consultora do PNUD para o Projeto GATI, Rosa Villanuevao, falou sobre a contribuição do projeto para a gestão ambiental e territorial indígena da área. Foi apresentada a primeira versão do Mapa da Memória Xokleng, elaborado pelo grupo da Cartografia Social para mostrar a situação da terra indígena antes da implantação da Barragem Norte, que trouxe impactos à população há mais de 35 anos.


A equipe também participou do Centenário do Contato, que contou com palestras dos anciões, desfiles, encontro de mulheres, debates sobre a história e os problemas enfrentados pelo povo Xokleng, relembrando os seus 100 anos de integração com o mundo dos não-índios. 

Fonte: ONU Brasil.




Últimas notícias
Envio de Matérias
Portfólio editorial
Cadastro
Siga-nos no facebook

ENDEREÇO

Caixa Postal 21725
CEP 88058-970
Florianópolis - SC

CONTATO

expressao@expressao.com.br
Fone: (48) 3222-9000

Facebook Editora Expressão Twitter Editora Expressão SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS


Copyright © 2014 Editora Expressão. Todos os direitos reservados.